Chega o último ano da faculdade e a pergunta que mais passa na cabeça dos estudantes é: “Como fazer um TCC?“. Bom, vamos por partes. O que significa a sigla TCC? Nada mais é do que o Trabalho de Conclusão de Curso e, como o próprio nome diz, é o momento de unir todos os aprendizados que você teve durante os anos letivos e apresentar aos docentes o que você conseguiu absorver.

Apesar do nome pequeno, entender a estrutura de um TCC pode ser um bicho de sete cabeças para qualquer aluno, principalmente aqueles que não tiveram contato com este tipo de atividade em algum momento. Mas calma! Aqui tudo a gente dá um jeito e, neste post, vamos tentar ao máximo ajudar você com a tão esperada nota 10!

Como são formados os grupos?

Ao final do curso, é possível escolher as pessoas que farão parte deste momento e construirão o Trabalho de Conclusão de Curso com você. A dica aqui é ser o mais profissional possível e não misturar amizade com trabalho. Isso porque você precisa escolher pessoas que realmente confia e que vai se dar bem nesta fase da faculdade. 

O Trabalho de Conclusão de Curso exige muitos afazeres por parte dos alunos e, por este motivo, pode acabar sendo um tanto quanto estressante. Por isso, tente dividir as tarefas para todos do grupo para que fique claro a função de cada um. 

Existem também os casos de pessoas que preferem não ter que trabalhar com outros colegas neste momento e acabam optando por fazer um TCC individual: a famosa monografia

É claro que existem diversos formatos de TCC que você pode arriscar e, com certeza, terá em sua faculdade algum professor para explicar todas as possibilidades. Entretanto, para dar a você o gostinho do “saber”, vamos apresentar os modelos mais comuns de Trabalho de Conclusão de Curso. 

Quais os tipos de TCC? 

Esta é uma das primeiras perguntas que é preciso se fazer quando falamos em Trabalho de Conclusão de Curso. Não existe uma regra absoluta que o impeça de escolher, a não ser que a instituição que você estuda determine um dos tipos. Confira alguns dos mais comuns formatos de TCC

Monografia

Neste modelo de trabalho, é preciso dedicar-se apenas a uma dissertação ou tese sobre um assunto específico. Isso acaba dispensando outros formatos de materiais, reduzindo um trabalho “extra” (nada mais justo para quem optou fazer toda a pesquisa sozinho(a), não é mesmo? hehe). 

A palavra monografia, etimologicamente, vem do grego monos (única) e graphein, que quer dizer “escrita”.

Vale ressaltar que no Ensino Superior Brasileiro, ao falar sobre o “único”, não estamos nos referindo ao trabalho escrito por uma só pessoa, mas sim sobre apenas um determinado assunto. A monografia precisa detalhar todos os dados pesquisados por você sobre determinado assunto. Ela pode ser considerada uma modalidade de Trabalho de Conclusão de Curso dentre outros que existem. Etapas da Monografia:

  • Construção de um pré-projeto + projeto: é preciso desenhar, junto ao seu orientador de TCC, qual será o tema do trabalho e também o seu recorte (tente ser o mais específico possível).
  • Execução da pesquisa: a segunda etapa é uma das partes mais cansativas e as suas tarefas vão depender do tema que você está abordando.
  • Redação da monografia: o processo do desenvolvimento e os resultados extraídos durante a pesquisa serão apresentados nesta última etapa. 

Estudo de caso

Aqui é preciso que o estudante tenha contato direto com aquela questão em que ele está trabalhando. Confira algumas características do estudo de caso: 

Pesquisa exploratória 

Este modelo tem o objetivo de identificar objetos de estudo ou problemas em determinados assuntos, abrindo espaço para futuros trabalhos em cima daquilo que foi explorado. Algumas características da pesquisa exploratória são: 

Revisão de literatura 

Essa modalidade também é conhecida como revisão bibliográfica e também está entre os tipos mais populares de TCC. 

Só faculdade pede TCC? 

Nem sempre. Apesar de pouco falado, o Trabalho de Conclusão de Curso não é mais um quesito obrigatório para a colação de grau em curso de graduação. Entretanto, as universidades mais tradicionais ainda optam por pedir que os alunos realizem as monografias e apresentações ao final dos estudos. Cursos EAD (Educação à distância) também podem sugerir que os estudantes apresentem TCC. 

Alguns cursos livres também podem pedir aos alunos que realizem trabalhos finais sobre tudo o que aprendeu e, apesar de nem sempre denominarem como TCC, o formato acaba sendo parecido. 

Como fazer um TCC?

É fato que o TCC é o trabalho que exige mais desempenho ainda dos alunos que estão se graduando. Se para você as atividades que realizou durante o curso eram longas, prepare-se para o Trabalho de Conclusão de Curso (aqui trabalhamos com verdades, por mais que sejam difíceis). Algumas universidades dão a oportunidade dos alunos criarem o “Projeto de TCC”, que já é um ótimo passo para conhecer a prévia do seu trabalho antes mesmo que ele tenha o início oficial. 

É preciso conhecer a estrutura de um TCC e entender como pode desenvolver cada parte. Calma, vamos te ajudar. 

Como se planejar para criar o tcc

Existem algumas dicas que podem ajudar você a entender como tirar nota 10 no TCC. Separamos algumas para você! 

Escolha as pessoas certas para o seu grupo: se você optou por dividir este momento com outras pessoas, é importante que escolha os colegas que sabem trabalhar bem em grupo (como dito anteriormente, é preciso separar amizade de trabalho). O trabalho é extenso e pode gerar desavenças caso não esteja emocionalmente preparado(a). 

A escolha do tema deve cativar a sua vontade: o tema deve sempre ser relevante à área de estudo, entretanto, é preciso pensar em assuntos que você realmente goste de pesquisar, falar, escutar, assistir e ler. Isso porque você vai passar muito tempo estudando sobre aquele tema (imagina só ter que entender sobre algo chato e ainda ter pique para apresentá-lo à banca?!). 

Tenha o produto final em mente: qual o formato escolhido por você para criar o seu TCC? Tente, no início do projeto, pensar em como será também a sua conclusão. Sabemos que ela será bem diferente da conclusão final, mas ao menos você terá uma ideia de onde quer chegar. 

Esqueleto do TCC: os professores serão os seus mentores e, com certeza, vão explicar ainda melhor o que você deve fazer em cada etapa do trabalho, entretanto, vale ressaltarmos aqui as cinco principais etapas do trabalho: 

  • Definição dos objetivos: este é o estágio principal do planejamento do TCC. É aqui que você vai colocar todas as perguntas que deseja responder no desenrolar do Trabalho de Conclusão de Curso. 
  • Justificativa: qual a importância do seu trabalho para a área estudada? É aqui que você vai responder essa pergunta de forma completa, colocando até mesmo referências que enfatizem o valor do seu estudo sobre o tema. 
  • Introdução: aqui você precisa dar um panorama geral sobre o assunto. Isso não se trata do resumo, mas é parecido. É preciso que você ressalte nessa parte sobre o que se trata o tema abordado e algumas características que o leitor vai encontrar no desenvolvimento do mesmo.
     
  • Desenvolvimento: nessa parte você precisa colocar a teoria do trabalho, respondendo todas as perguntas colocadas na definição dos objetivos e entregando o maior número de informações relevantes para quem for ler o seu estudo. Aqui também se encaixa o plano de ação, caso haja um cliente (como nos cursos de adm ou marketing, por exemplo). 
  • Conclusão: aqui você amarra todo conteúdo que pesquisou e estudou durante o trabalho. 

Faça um cronograma e respeite-o: é preciso organizar o seu tempo de forma a aproveitá-lo da melhor maneira. Para não se perder durante o processo, crie um cronograma e combine-o com o seu orientador com prazos para cada entrega e as etapas que vai cumprir. 

Vale ressaltar que é importante colocar no cronograma os imprevistos que podem acontecer no meio do percurso. A conclusão que realizou no início do trabalho deve ser revista, já que um trabalho 100% pode sim ser arruinado por uma conclusão “fraca”. 

Projeto de TCC

Ok, já que tocamos no assunto lá em cima, acho que vamo falarmos um pouco melhor e até dar exemplos do que você pode colocar no seu trabalho. Ei, não vai copiar, ein? São apenas EXEMPLOS e você deve escrever tudo de acordo com o tema no qual você escolheu. Vamos nos basear no caso da Carol: 

Carol estuda jornalismo e sua irmã tem uma filha de 2 anos e meio que insiste em ficar no celular o tempo inteiro. Com isso, Carol resolveu estudar um pouco melhor sobre os impactos que as telas de dispositivos móveis podem acarretar na vida da sua sobrinha Isabelle. 

Tema: aqui é o assunto geral que você vai abordar na pesquisa e tem um formato mais amplo. É preciso que você tenha certa simpatia pelo assunto, para que tudo possa fluir melhor. 

Exemplo: Impacto da tecnologia na vida das crianças 

Título: este é o título do seu projeto. Se achar esta etapa complicada, experimente defini-lo após ter feito os demais itens. 

Exemplo: DISPOSITIVOS MÓVEIS NA INFÂNCIA: Qual o impacto do uso precoce?

Problema: este tópico define o que você pretende investigar dentro do tema escolhido. Este é um assunto mais específico dentro da área que você deseja trabalhar. 

Exemplo: Com a precoce introdução ao mundo virtual, qual é o impacto dos dispositivos móveis (celular e tablet) no desenvolvimento psicológico e pessoal das crianças de 2 a 7 anos de idade? 

Justificativa: este indica a razão do seu trabalho existir. Como ele pode agregar na sociedade ou qual a contribuição dele para a comunidade científica? 

Exemplo: Nosso projeto consiste em apresentar grande contribuição de ordem social, visto que temos o intuito de gerar um debate e reflexão sobre o uso dos dispositivos móveis precoce e os impactos que essa tecnologia pode causar no desenvolvimento das crianças de dois a sete anos de idade. Como essa tecnologia é recente, vamos propor uma visão mais crítica sobre o assunto, e analisar o que é benéfico e o que é prejudicial.

Objetivos: aqui você vai poder colocar o direcionamento do foco da pesquisa. Geralmente este tópico é dividido em objetivo geral e objetivos específicos, que vão auxiliar na confirmação das hipóteses para concretizar o objetivo geral. 

Exemplo

  • Objetivo geral: Investigar, por meio de pesquisas e entrevistas, o impacto que o celular e o tablet causam na vida das crianças que conhecem o mundo virtual precocemente.
  • Objetivos específicos: Entender os motivos que levam os pais a oferecer as telas aos seus filhos logo no início de suas vidas;
  • Mostrar a relação dos efeitos colaterais que se tornaram comuns entre as crianças pelo uso excessivo dos celulares e tablets desde cedo e como amenizá-los;
  • Discutir como os pais influenciam o comportamento das crianças ao utilizar o celular e tablet com frequência.

Como definir a metodologia do tcc?

Este é um ponto muito importante do  TCC e demonstra como você deseja desenvolver o seu trabalho. Esta etapa pode ser quantitativa ou qualitativa. Trata-se da descrição de pesquisa, ou seja, quais os procedimentos que você vai utilizar para a coleta e análise dos dados. Para definir a metodologia do seu Trabalho de Conclusão de Curso, é preciso selecionar as abordagens e técnicas mais adequadas ao assunto que você vai investigar. É possível seguir alguns passos até chegar na definição total:

Propósito

Este certamente é o primeiro passo para definir a metodologia de pesquisa para o TCC: qual a finalidade que o trabalho pretende atingir? Neste âmbito, é preciso que você tenha definido ao menos os tipos de pesquisa (exploratória, descritiva e explicativa).

Faça entre um e dois parágrafos, já que não é uma questão super polêmica. 

Abordagem 

  • Pesquisa Qualitativa;
  • Pesquisa Quantitativa. 

Como você vai trabalhar os dados coletados pela pesquisa que vai realizar? O ideal é desenvolver alguns parágrafos respondendo o porquê da escolha de tal abordagem. É importante ressaltar que uma abordagem não exclui a outra, sendo comum a utilização de uma combinação quantitativa-qualitativa no desenvolvimento da pesquisa. 

Técnicas

O último elemento que deve fazer parte da metodologia do TCC é seleção das técnicas usadas para coletar os dados. Aqui você precisa avaliar os procedimentos que vão lhe conduzir os resultados almejados. Existem diversas técnicas que podem ser utilizadas, como:

  • Entrevistas;
  • Revisão bibliográfica;
  • Análise documental;
  • Pesquisa de campo;
  • Entre outros.  

Tipos de pesquisa

Pesquisas exploratórias – visam uma maior familiaridade com o tema, que deve ser construído com base em intuições e hipóteses;

Pesquisas descritivas – buscam uma análise mais minuciosa e descritiva do objeto de estudo.

Pesquisas explicativas – precisam identificar e explicar as causas de tal problema do objeto de estudo (o porquê das coisas). 

Bônus

Para exemplificar melhor os procedimentos metodológicos conforme as informações acima, faça uma abordagem dentro de alguns itens que aparecem no infográfico abaixo:

Qual a estrutura de um tcc?

Como faz sentido, é importante que o Trabalho de Conclusão de Curso tenha um início, meio e fim. Por isso, é importante seguir alguns elementos que vão te guiar para deixar o trabalho harmônico. Alguns elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais dividem o TCC: 

Elementos pré-textuais: assim como o nome deixa claro, são aqueles que antecedem o texto propriamente dito e identificam o tema do trabalho, assim como a sua intenção e a estrutura do trabalho. 

Elementos textuais: o assunto é tratado do início ao fim (introdução, desenvolvimento e conclusão).

Elementos pós-textuais: indicam referências utilizadas por você e auxiliam o leitor a identificar a fonte das informações e outros pontos importantes. 

Vamos tratar sobre algumas características de cada elemento. Para auxiliar, vale conferir o texto sobre normas ABNT para entender como estruturar algumas etapas.  

Elementos pré-textuais

Capa (obrigatório) – Identifica o Autor, o tema a ser trabalhado, a cidade e o ano de apresentação. 

Folha de rosto (obrigatório) – Consta nome do autor, título, natureza do trabalho e objetivo da apresentação;

Folha de aprovação (obrigatório) – Um tipo de lauda destinada aos avaliadores da banca e o professor orientador. Serve para que eles coloquem seu conceito no trabalho apresentado. 

Dedicatória (opcional) – Serve para prestar uma homenagem para pessoas que são especiais na vida profissional ou pessoal dos integrantes do grupo de TCC. 

Agradecimentos (opcional) – É um espaço reservado para que os alunos agradeçam as pessoas ou instituições que colaboraram para a confecção do trabalho. 

Epígrafe (opcional) – É uma citação ou pensamento de um autor que, preferencialmente, tenha relação com o tema trabalhado. #FocaNasNormasABNT

Resumo (obrigatório) – Essa parte precisa descrever de forma objetiva sobre o que se trata o seu trabalho. É preciso que a pessoa que ler o seu resumo consiga entender do que se trata a ideia do seu trabalho. 

Sumário (obrigatório) – Aqui é preciso dividir os tópicos do seu trabalho, como capítulos e as outras sessões do TCC, indicando a página que cada assunto está. 

Elementos textuais 

Introdução (obrigatório) – a introdução deve apresentar o seu trabalho de forma concisa, mas indicando os pormenores que serão tratados no Trabalho de Conclusão de Curso. Nesta etapa é possível informar o tema devidamente delimitado. Apresente também as hipóteses, objetivos, método, intenção dos capítulos e contribuição do trabalho. 

Desenvolvimento (obrigatório) – o desenvolvimento abrange a parte mais importante do trabalho. É o momento que você tem de progredir no estudo do conteúdo, pois no desenvolvimento você deve escrever os conteúdos de cada capítulo.

Conclusão (obrigatório) – a conclusão é muito (MUITO) importante. Apesar disso, muitos estudantes acabam fazendo essa parte bem desleixada, pois só querem entregar o trabalho (estamos de olho, RUM). Na conclusão, você pode colocar coisas como: 

  • Qual a contribuição do seu trabalho para o meio acadêmico? 
  • Quais foram os resultados obtidos? 
  • Os objetivos do projeto de pesquisa foram alcançados? (aqui vale relacionar os objetivos e resultados obtidos)
  • Expor quais foram os recursos utilizados (entrevista, pesquisa etc)
  • A possibilidade de, no futuro, avançar com as pesquisas sobre este tema;
  • Conclusão: no último parágrafo apontar qual foi a contribuição do seu trabalho para solucionar o problema tratado nele.

Elementos pós-textuais

Referências bibliográficas (obrigatório) – aqui é preciso que você liste (em ordem alfabética) as obras que foram consultadas para a construção do Trabalho de Conclusão de  Curso, mesmo que não haja citação direta dela no TCC. 

Anexos (opcional) – apesar de ser tratado como “opcional”, é preciso confirmar se a sua universidade exige tal etapa. Nessa parte, é preciso listar os documentos complementares que comprovem o que você escreveu no desenvolvimento do seu TCC.

Glossário – apresenta alguns termos incomuns que você utilizou no seu trabalho. 

Como criar um cronograma para o TCC? 

Criar um cronograma para realizar o trabalho permite que você tenha uma noção maior do tempo que tem para realizar cada tarefa. Abaixo, criamos um modelo que você pode seguir tanto no tempo quanto como exemplo para criar a sua própria linha do tempo: 

Exemplos de tcc 

Modelo para TCC (artigo científico)

TCC sobre Tecnologias da Informação e comunicação

Orientação para normalização de trabalhos acadêmicos

Repositório digital da UFSC

Ufa! Sim, é um longo trabalho. Por isso, a dica aqui é começar a planejar o trabalho e colocar a mão na massa com antecedência. Confiamos no seu potencial, o 10 é teu! Depois conta pra gente como foi todo o processo e os resultados.

Deixe seu comentário