Sair de casa é um grande salto na vida e uma mudança que vai trazer bastante impacto para a sua vida. Principalmente falando sobre a parte financeira, não será uma missão muito fácil. Por isso, separamos algumas dicas para você que quer morar sozinho e não sabe como fazer isso da melhor maneira. 

Como é morar sozinho? 

Ao decidir que vai morar sozinho, você já pode começar a modificar alguns hábitos que fazem com que fique dependente dos seus pais. Portanto, comece a se testar. As tarefas de casa são ótimas opções para você começar a se habituar com a tal mudança. Caso precise trocar uma resistência de chuveiro, limpar a casa, trocar uma torneira etc, é uma boa opção.

Morar sozinho não é fácil, afinal, se você está acostumado com o famoso “casa, comida e roupa lavada”, tudo isso vai depender de você. O “cesto mágico” de roupa suja, que simplesmente some na casa dos seus pais, agora vai ficar sob a sua responsabilidade, a louça na pia pode acumular caso você não lave e o pó vai ficar nos móveis se você não pegar o paninho e limpar. Mas não é um bicho de sete cabeças e tudo isso será recompensado quando você pegar o jeito da coisa e ter a liberdade que tanto sonhou. 

Cuide do emocional

Antes de tomar a decisão de morar sozinho ou não, é preciso que você faça uma análise completa da sua vida atual, levando as perspectivas de futuro em conta. Como anda a sua felicidade neste momento? Afinal, você gosta de morar com seus pais ou familiares? Se a sua resposta for sim, considere pensar um pouco mais a respeito antes de tomar a decisão final. 

Como dito, morar fora da casa dos pais, vai acarretar grandes desafios. Por isso, é importante que a sua decisão lhe faça feliz. Se sair da casa que você mora hoje faz o seu coração acelerar e te dá um frio na barriga, certamente você vai conseguir lidar com os problemas que aparecerem de forma mais tranquila do que imagina. 

Converse com seus pais

Se você quer sair de casa, é fato que quer a independência dos seus pais, correto? Mas isso não quer dizer que você não vai precisar da ajuda deles neste primeiro momento. Por isso, exponha a situação e veja como eles conseguem ajudar você neste primeiro momento, seja dando alguns móveis ou até mesmo com dinheiro em espécie. 

Guarde dinheiro

Ao pensar em sair de casa, já é possível começar a guardar dinheiro. Economizar o salário por pelo menos um ano, caso trabalhar, é o mais indicado. Essa economia pode ser mais fácil enquanto você está sob o teto dos seus pais. Aproveite para colocar essa grana em uma poupança ou em outro serviço com rentabilidade. Tudo que você guardar vai servir para que você inicie a sua nova vida: compra de imóveis, produtos de higiene, comida e outros itens necessários para você viver bem. Alguns aplicativos de controle financeiro são:

Preveja os gastos para morar sozinho

  • Aluguel: o aluguel é uma das partes mais importantes de quem vai morar sozinho, já que sem casa, não existe possibilidade nenhuma de sair da casa dos pais. Por isso, pesquise com bastante antecedência e faça as contas de quanto vai precisar para pagar o aluguel por um determinado tempo;
  • Mobília: apesar de serem caros, existem alguns itens que você pode até levar da sua casa atual, como a sua cama, TV, guarda-roupa e outros itens que sejam realmente SEUS. De qualquer forma, os itens básicos pra morar sozinho são cama, guarda-roupa, geladeira, fogão, máquina de lavar, mesa e cadeiras;
  • Transporte: se você tem carro, é preciso preocupar-se com o dinheiro para o combustível, seguro e parcelas (caso não seja quitado). Se a sua locomoção depende de transporte público, é ainda mais importante que você planeje quanto vai gastar com as suas viagens diárias. 
  • Alimento: por estar, teoricamente, sozinho, as contas de supermercado vão diminuir. A dica aqui é que você faça uma lista para as compras do mês com o que é essencial para você e, conforme precisar de um item ou outro, vá repondo o mesmo; 
  • Contas: energia, internet e água agora fazem parte do seu orçamento. Por isso, prepare-se para pagar todas essas contas. 

Se você puder, todos os gastos citados acima devem comprometer, no máximo, 50% da sua renda líquida, ou seja, valor restante de descontos e tarifas, como INSS e Imposto de Renda (se ele não for descontado diretamente da folha de pagamento). Dedique 30% para gastos supérfluos – seu lazer, compras e outros itens que queira adquirir -, e os demais 20% devem ir direto para os seus investimentos. Essa regrinha é conhecida como 50/30/20.  

Aprenda a cozinhar

É agora ou nunca! Se você vai realmente sair de casa, precisa aprender a fazer o básico (se for um ‘Rei Cuca’ é ainda melhor. E não esquece de chamar a gente pra bater um rango na casa nova, ein?!). Teste alguns temperos, busque por algumas receitinhas no Google ou peça ajuda de quem sabe cozinhar bem onde você mora atualmente. 

Alguns sites de receitas que podem ser úteis:

Com isso, você evita de ficar com fome quando o estômago roncar e de ficar gastando comendo fora ou com aplicativos de comida. Masss, caso não dê tempo de aprender cozinhar, a tecnologia está aí para te ajudar e oferece ferramentas para você não correr para a casa dos pais na primeira fome que bater: 

Procure o lugar ideal para você

A escolha do lugar é essencial, já que será o seu novo lar e você provavelmente vai passar um bom tempo alí. O que você mais precisa: boa localização? Espaço de sobra? Segurança? Que seja perto do trabalho ou faculdade? Que tenha uma posição estratégica para bater a luz solar? (vai saber?! A gente nem julga! Quem é que não gosta de uma vitamina D natural?). 

Depois de colocar tudo na ponta do lápis, pesquise preços, marque algumas visitas com corretores e, de preferência, leve alguém que já tenha experiência com o aluguel ou compra de um imóvel para olhar o espaço com você e também analisar o preço ofertado. 

Alguns portais imobiliários permitem que você faça uma pesquisa prévia antes de sair de casa: 

Decoração – se você é daqueles adultos que não passam um dia sem olhar sites de decoração e tira vários prints de itens que gostaria de ter na sua casa, este é o seu momento! E nós, como parte de um bom Manual da Vida Adulta, precisamos dar aquela dica básica de site que pode te ajudar:

  • VivaDecora – este é um dos sites de maior referência sobre decoração, você precisa dar uma olhada!

Considere dividir a moradia

Você já pensou em morar com amigos ou até com pessoas desconhecidas, para fazer novas amizades? Além de poder ser uma experiência bem diferente, você conseguirá diminuir algumas despesas com a casa, que tal?! Vale lembrar que, mesmo sem conhecer a fundo a pessoa que pretende morar, é preciso alinhar diversas expectativas. Isso porque cada um tem uma educação, manias, hábitos, costumes, interesses e desejos distintos e, quando essas características se encontram, pode ser que o resultado não seja um dos melhores. 

Dicas básicas (e essenciais) para quem vai morar sozinho

  1. Ao comprar um ferro de passar roupas, opte pelo que é a vapor. Caso contrário, significará muito mais trabalho para exercer essa atividade;
  2. Um arroz é feito com: 2 xícaras de água para 1 xícara de arroz. Junte cebola picada, sal e deixe cozinhar por, aproximadamente, 12 minutos, com a panela semi aberta no fogo baixo;
  3. O feijão é feito com: 6 xícaras de água para 1 xícara de feijão. Cozinhe por 30 minutos na panela de pressão com fogo alto. Em seguida, acrescente cebola, alho, sal a gosto e 1 folha de louro para dar aquele saborzinho; 
  1. As baratas e formigas só não serão convidadas a comer o que você compartilhou com o chão caso passe o aspirador de pó na casa pelo menos 1x por semana;
  2. Se você comprar várias latinhas de refrigerante ao invés de uma garrafa de 2 litros, o gás da sua bebida estará sempre ok!;
  3. Deixar a louça suja na pia por mais de 2 dias pode significar muitos insetos na sua cozinha (além de ser bem porquinho). Se não tiver tempo para as tarefas de casa, o ideal é separar uma grana para contratar uma diarista;
  4. Aproveitando a dica anterior, se você tiver uma máquina de lavar, não coloque louça muito suja dentro dela, pois isso pode entupir o filtro e deixar a louça mal lavada.
  5. Comidas prontas são caras e nada saudáveis. Portanto, aprenda a cozinhar;
  6. Lavar roupas coloridas com as brancas não parecem uma boa ideia nem mesmo nessa frase. Imagina na máquina de lavar?!;
  7. Faça uma planilha de gastos para colocar as suas novas contas (água, luz, internet, aluguel, condomínio etc);
  8. Já que mora sozinho, não existe necessidade em realizar grandes compras no supermercado. Além de ser exagero, os produtos podem acabar estragando;
  9. Compre sucos em pó (apesar de não serem tão saudáveis assim). Eles podem ser a sua salvação quando o refrigerante ou outra bebida que está acostumado acabar. 

Open House

Depois de se estabelecer na casa nova, você pode fazer um chá de cozinha ou open house para ganhar alguns itens para o seu novo lar. Separamos uma listinha inicial das coisas que você pode pedir.

Baixar lista para Open House

Lista de supermercado 

Primeira regra: não vá ao supermercado com fome! Sim, isso é um perigo, por mais que não pareça. Quando sua barriga ronca, você logo pensa em comer qualquer coisa que está à sua frente. Por isso, preparamos uma lista com algumas coisas básicas que você precisa ter em casa.

Baixar lista de supermercado para quem mora sozinho(a).

Aproveite muito essa nova fase

Se você finalmente optou por morar sozinho (a), é o momento de aproveitar (MUITO) essa nova fase. Por mais que junto com a liberdade venha a responsabilidade, essa nova experiência com certeza trará muito crescimento e bons momentos. Precisando de um help em qualquer coisa, lembra do manualzinho aqui! Conte com a gente sempre e boa sorte! 

Deixe seu comentário