Procurar emprego não é uma tarefa fácil, mas é claro que todos desejam encontrar as melhores empresas para trabalhar. Apesar de ser mais comum pensarmos sobre a organização avaliar os candidatos, o inverso também acontece, ou seja, os profissionais também podem avaliar as empresas que consideram boas para trabalhar, de acordo com o que desejam para suas próprias carreiras. 

Mas afinal, como descobrir melhores empresas para se trabalhar? Aquelas que saem todos os anos na lista do Great Place to Work?! Ah, tudo bem, vamos com calma. Antes de falarmos sobre as melhores empresas para se trabalhar, vamos falar um pouco mais sobre a tal lista que acabamos de citar: 

O que é Great Place to Work? 

O programa de Certificação Great place to Work (GPTW), permite o diagnóstico do clima organizacional por meio da percepção dos funcionários (a própria tradução do nome já diz tudo né: Ótimo Lugar Para Trabalhar). Alguns benefícios das empresas que participam do programa é a possibilidade de realizar ações internas na organização e, caso atinja nota 70 – ou mais – na pesquisa, a empresa recebe um selo digital de certificação para “exibir” às pessoas que consideram tal informação para se candidatar nas vagas. 

Como uma empresa participa do Great Place to Work? 

Para que uma empresa participe do GPTW, ela deve seguir alguns passos: 

  • Acessar www.gptw.com.br;
  • Cadastrar os dados da empresa na plataforma GPTW Connect;
  • Selecionar o plano de certificação que melhor atende a empresa (Light, Plus ou Premium);
  • Configurar a pesquisa GPTW de acordo com o plano de certificação adquirido, assim como decidir a melhor data para iniciá-la;
  • Comunicar os funcionários sobre a realização da pesquisa (os colaboradores têm até 15 dias para respondê-la).

Resumindo, o programa Great Place To Work é um selo super importante das melhores empresas para trabalhar. 

Quais fatores são levados em conta para a empresa ser considerada ideal? 

Gestão horizontal e “humana”

Mais da metade dos brasileiros consideram um item indispensável para que a empresa seja considerada ideal para trabalhar. Além disso, a empresa também precisa demonstrar empatia para as situações prováveis de acontecer com os funcionários em alguns momentos da vida. dar feedbacks, orientar, elogiar também faz parte de uma gestão horizontal. 

Voz aos funcionários 

Outra coisa que os brasileiros consideram bastante é o fato de a empresa encorajar os funcionários a expor suas opiniões. 

Plano de carreira e meritocracia 

A empresa também deve permitir condições para que os colaboradores avancem na carreira e propicie oportunidades iguais para todos, independente de raça, etnia, gênero etc. 

Flexibilidade

Ter horários flexíveis e a possibilidade de trabalhar de casa (Home Office) são itens que contam muito para as pessoas que buscam por boas empresas. E, por incrível que pareça, é algo que as instituições já estão procurando oferecer aos funcionários. 

Cultura startup

Diferente dos padrões corporativos tradicionais, que prezam por regras de conduta totalmente rígidos, a cultura startup promove confiança e liberdade aos funcionários. Além disso, este modelo pode acarretar benefícios para os dois lados da situação. As empresas ganham muito educando funcionários engajados: 

  • Desenvolvimento técnico do time – geralmente, as startups são ambientes que incentivam o compartilhamento de conhecimento. Além disso, neste tipo de cultura, os funcionários não ficam estagnados na mesma função por muito tempo e tem novas oportunidades de atuar com diferentes frentes a todo momento.
  • Funcionários engajados – diferente de antigamente, os colaboradores de hoje em dia se importam bastante em trabalhar em locais onde são valorizados, desafiados e respeitados. Além disso, promover um ambiente que oferece momentos de descompressão também é uma alternativa que torna a empresa diferente das tradicionais.
  • Agilidade nos processo – uma cultura startup preza muito pela autonomia dos funcionários. Assim, todos tem a liberdade para executar suas ideias sem precisar se justificar o tempo inteiro. 

Ranking das melhores empresas para trabalhar em 2019

Todos os rankings são feitos com base em avaliações dos funcionários, as pessoas mais qualificadas para dizer se a empresa é realmente ou não um ótimo lugar para trabalhar. Entretanto, vale lembrar que o ranking pode variar o resultado dependendo da fonte. O LinkedIn, por exemplo, separa as Top Startups das Top Empresas.  

Ranking GPTW

O Great Place To Work apresentou as 150 melhores empresas para trabalhar divididas entre 80 grandes, 35 médias nacionais e 35 médias multinacionais. Antes de chegar ao ranking das melhores, o GPTW realizou pesquisas qualitativas e quantitativas com funcionários e gestores de 2.645 empresas. Para ver a lista completa acesse o ranking das melhores empresas GPTW.

Grandes (20 primeiras)

  1. Caterpillar;
  2. Tokio Marine;
  3. Mars;
  4. Magazine Luiza;
  5. Dell Technologies;
  6. SAP Labs;
  7. Accor;
  8. Laboratório Sabin;
  9. Viacredi;
  10. Losango;
  11. Volkswagen Caminhões e Ônibus;
  12. Gazin;
  13. Eurofarma;
  14. Hilton;
  15. SAP;
  16. Santander Financiamentos;
  17. John Deere;
  18. Novo Nordisk Produção Farmacêutica;
  19. Ceneged;
  20. Volvo.

Médias Nacionais (10 primeiras)

  1. Levvo;
  2. Dextra;
  3. Supera Farma;
  4. Special Dog;
  5. Consórcio Luiza;
  6. Meireles e Freitas;
  7. Fundimisa;
  8. Amêndoas do Brasil;
  9. Radix;
  10. Sicoob Metropolitano.

Médias multinacionais (10 primeiras)

  1. Visagio;
  2. Renaissance SP;
  3. Microsoft;
  4. Ace Schmersal;
  5. Bristol-Myers Squibb;
  6. Visa;
  7. Novartis;
  8. Perkins;
  9. Jost;
  10. Ticket. 

LinkedIn Top Startups

O LinkedIn disponibilizou a lista de startups que se destacaram como melhores locais para trabalhar em 2019. Foram analisadas bilhões de ações geradas pelos 645 milhões de usuários do LinkedIn, como foco em quatro critérios: 

  1. Crescimento no número de funcionários;
  2. Interesse por vagas;
  3. Engajamento dos funcionários com a empresa;
  4. Quantos talentos a empresa atraiu. 

Os requisitos para que a empresa se qualificasse como startup eram: 

  • Ter menos de sete anos de atuação;
  • Ter, no mínimo, 50 funcionários;
  • Ser de propriedade privada;
  • Ter sede no Brasil. 

Lista das Top Startups (LinkedIn)
Para ver a descrição de cada empresa, veja o ranking completo do LinkedIn Top Startups

  1. Nubank (2040 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2013);
  2. C6 Bank (565 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2018);
  3. lOFT (300 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2018);
  4. Neon (454 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2016);
  5. QuintoAndar (1200 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2012);
  6. Loggi (780 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2013);
  7. Grow Mobility (1570 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2019);
  8. EmCasa (110 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2017);
  9. Cobli (100 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2015);
  10. Creditas (1000 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2012);
  11. Warren Brasil (155 funcionários | Sede em Porto Alegre | Fundada em 2014);
  12. StartSe (50 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2014);
  13. CargoX (350 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2015);
  14. Sky.One Solutions (115 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2013);
  15. Koin (103 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2014);
  16. Dengo Chocolates (205 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2017);
  17. Desinchá (103 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2017);
  18. Mooven Consulting (75 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2016);
  19. idwall (90 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2016);
  20. Zoop (164 funcionários | Sede no Rio de Janeiro | Fundada em 2014);
  21. Xerpa (72 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2015);
  22. MaxMilhas (397 funcionários | Sede em Belo Horizonte | Fundada em 2012);
  23. Contabilizei (300 funcionários | Sede em Curitiba | Fundada em 2013);
  24. Vita IT (93 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2012);
  25. Atlas Quantum (320 funcionários | Sede em São Paulo | Fundada em 2015). 

LinkedIn Top Empresas

O LinkedIn disponibilizou a lista de empresas que se destacaram como melhores locais para trabalhar em 2019. Foram analisadas, de forma anônima, as ações dos usuários brasileiros em quatro pilares principais:

  1. Interesse na empresa;
  2. Interação com os funcionários da empresa;
  3. Demanda por vaga;
  4. Retenção de funcionários.

Lista das Top Empresas (LinkedIn)
Para ver a descrição de cada empresa, veja o ranking completo do LinkedIn Top Empresas

  1. Itaú (88.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas);
  2. Santander (47.130 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre);
  3. Movile (2000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Campinas, Poços de Caldas);
  4. Grupo XP (1760 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre);
  5. Safra (8070 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba);
  6. Bayer (117.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Uberlândia);
  7. Raízen (29.510 funcionários | Principais cidades de atuação: Piracicaba, São Paulo e Jaú);
  8. IBM (380.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro);
  9. Oracle (137.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília);
  10. BTG Pactual (1690 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte); 
  11. Resultados Digitais (650 funcionários | Principais cidades de atuação: Florianópolis, São Paulo e Joinville);
  12. Bradesco (85.815 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba); 
  13. Vivo (32.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro);
  14. GPA (140.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília);
  15. Suzano (15.310 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Imperatriz, Campinas);
  16. TOTVS (7700 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Joinville, Belo Horizonte); 
  17. Johnson & Johnson (6000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, São José dos Campos, Rio de Janeiro);
  18. Grupo HEINEKEN (13.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Alagoinhas, Recife);
  19. Stone Pagamentos (3500 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba);
  20. GOL (15.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte);
  21. brMalls (2580 funcionários | Principais cidades de atuação: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte);
  22. Syngente (2500 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Campinas, Uberlândia);
  23. Nestlé (10.000 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto);
  24. Nubank (2040 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas);
  25. Cervejaria AmBev (30.500 funcionários | Principais cidades de atuação: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas). 

Na sua opinião, o que faz com que uma empresa seja considerada EXCELENTE? Você trabalha ou já trabalhou em um lugar com uma cultura incrível e que te fez “vestir a camisa”? Conte a sua experiência nos comentários!

Deixe seu comentário